Membros do Sindaftema discutem temas de interesse do fisco e do serviço público durante reunião da Fenafisco, em Brasília.

17199879_1445526788804428_591680509_o

A 180ª Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo da Fenafisco, realizada nos dias 08 e 09 de março foi marcada por vários debates envolvendo assuntos de interesse do fisco nos estados e em especial, as alterações no sistema tributário e previdenciário brasileiro, propostas atualmente pelo governo federal.

O encontro contou com a presença de dirigentes sindicais do fisco de todo o país filiados à Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital – Fenafisco. O presidente do Sindaftema, Raymundo Emídio dos Santos, participou das discussões acompanhado do auditor fiscal Péricles Augusto Mota e de Ronaldo Oliveira, diretor social do sindicato e também diretor para assuntos técnicos da Fenafisco.

17190383_1417609578271362_7912608918987162455_n - Cópia

(Dirigentes do Sindaftema, Raymundo Emídio e Ronaldo Oliveira ao lado de Charles Alcântara, presidente da Fenafisco)

A reunião também teve a presença do deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) e do secretário de tributação do Rio Grande do Norte e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Fazenda – Consefaz, André Horta.

Na ocasião, André Horta debateu as estratégias para fortalecer os fundos de Previdência nos estados e municípios. Já o deputado Luiz Hauly, relator do projeto de reforma Tributária na Câmara, fez uma apresentação do projeto aos dirigentes sindicais. Segundo ele, o texto sugere a extinção de sete tributos federais (IPI, IOF, CSLL, PIS, Pasep, Cofins e salário-educação), do ICMS (estadual), do ISS (municipal) e a criação de outros três: o Imposto sobre Valor Agregado (IVA), o Imposto Seletivo e a Contribuição Social sobre Operações e Movimentações Financeiras.

De acordo com o presidente do Sindaftema, Raymundo Emídio dos Santos, a participação dos sindicatos das reuniões que a Federação promove é essencial, pois além de se inteirar sobre os assuntos do fisco a nível nacional e de participar das mobilizações em defesa do serviço público no Congresso Nacional, há um intercâmbio entre os estados, onde todos compartilham suas ações em prol da valorização da categoria e da administração fazendária em sua região.

Ascom / SINDAFTEMA.

top