Sindaftema reúne pensionistas para esclarecimentos de demandas judiciais.

Os pensionistas filiados ao Sindaftema participaram na manhã desta quinta-feira (30/03), de um encontro no escritório do sindicato, onde puderam tirar algumas dúvidas referentes aos processos judiciais em andamento pela entidade.

A reunião promovida pela diretora de aposentados e pensionistas, Maria do Socorro Guará, contou ainda com a presença do presidente do sindicato, Raymundo Emídio dos Santos, que fez um relato das ações promovidas pelo Sindaftema no âmbito jurídico, explicando detalhadamente a finalidade de cada processo.

A incorporação dos 21,7% para os pensionistas foi o principal assunto abordado. O percentual referente a uma reposição salarial foi implantado nos contracheques de todos os auditores fiscais (ativos e aposentados) em janeiro de 2014, porém não foi estendido aos pensionistas. Atualmente o Sindaftema está solicitando a todos os pensionistas que compareçam ao escritório do sindicato para assinar a procuração e contrato a fim de que o Sindaftema entre com uma ação judicial para exigir a implantação dos 21,7% nos seus contracheques.

De acordo com o presidente do Sindaftema, a demora na execução da ação exigindo a extensão do percentual para os pensionistas foi necessária para que não atrapalhasse o andamento de outros processos do sindicato. Além de tirar as dúvidas sobre os processos do Funbem e como andam as negociações junto ao governo do estado para a incorporação da PR (Participação nos Resultados), Raymundo Emídio também esclareceu a todos sobre o processo de incorporação do patrimônio da AAFTEMA ao SINDAFTEMA.

A diretora de aposentados e pensionistas, Maria do Socorro Guará, complementou os esclarecimentos acerca da incorporação do patrimônio da Associação abordando sobre o reajuste da mensalidade sindical, que passará a valer a partir de abril, o qual foi aprovado em assembleia geral para suprir os investimentos que serão aplicados na sede social localizada na praia do Araçagy. Ela pediu ainda que todos frequentassem mais ativamente a sede social, pois é um espaço de convivência onde todos podem levar as suas famílias com comodidade e tranquilidade.

Ao final da reunião, Maria do Socorro Guará fez uma avaliação positiva do encontro e falou sobre as perspectivas de trabalho da pasta. “A reunião foi muito produtiva, foi bastante participativa. É claro que não deu para falarmos sobre tudo que queríamos, mas aqueles que vieram saíram daqui mais seguros acerca do que o sindicato está fazendo por eles. Esse é o primeiro de vários encontros que nós vamos promover, não apenas para colocá-los a parte de tudo o que acontece dentro do sindicato, que é o órgão que hoje defende os seus direitos, mas também para promover a sua integração com os demais filiados.

Ascom / SINDAFTEMA

top